domingo, 5 de abril de 2015

A História de Mae Nak - Folclore Tailandês



  De acordo com a lenda, Mae Nak Phra Khanong (แม่นากพระโขนง, em Tailandês) foi uma bela jovem que viveu em Bangkok, na Tailândia, entre o final do século 18 e o começo do século 19. Ela foi casada com um jovem chamado Mak, o qual ela amava com todo o coração, amava muito mesmo. Um dia, Mak foi recrutado para o exército e foi mandado para lutar pelo seu país na guerra, deixando Mae Nak em casa, grávida de seu primeiro filho.
  Mak foi ferido gravemente em batalha, por isso foi mandado de volta para casa após obter os cuidados médicos necessários. Ao voltar para casa, encontrou sua querida esposa e filho recém nascido esperando por ele. Tudo parecia correr bem, até que seus vizinhos começaram a morrer de repente enquanto tentavam alertá-lo de algo sobre sua esposa e filho.
  Viveram normalmente por um tempo, até que um dia Mae Nak estava cozinhando, e sem querer deixou cair no chão um limão, que rolou até debaixo da varanda da casa. Na pressa, Mae Nak, se esquecendo de que seu marido estava presente, atravessou sua mão no assoalho e retirou o limão. Seu marido Mak, assustado com o que acabava de ver, se deu conta de que sua esposa e seu filho estavam na verdade mortos, tinham morrido durante o parto e retornaram á casa como fantasmas para recebê-lo.
  Para não levantar suspeitas de que descobrira o segredo de sua esposa, Mak agiu naturalmente até de noite, quando foram dormir, e saindo vagarosamente daquela casa, correu pela cidade até chegar a um templo local, pois sabia que lá dentro sua esposa fantasma não poderia alcançá-lo, já que o templo é solo sagrado.
  Ao perceber que seu marido havia sumido, Mae Nak ficou furiosa e começou a aterrorizar as pessoas da cidade, até que um exorcista conseguiu aprisionar seu espírito em um jarro, e o jogou em um rio.
  Algum tempo depois, foi construído um templo em Wat Mahabut para que Mae Nak pudesse descansar em paz. Até hoje pessoas vão visitá-lo para dar oferendas e pedir bênçãos.

A entrada do templo de Mae Nak

Interior do Templo de Mae Nak

Nenhum comentário:

Postar um comentário